*



*

Princípio da submissão

Não sou tua submissa porque Te amo.

Te amo porque sou tua submissa.


Amar Yasmine

*


Minha Alma

Eu amo minha alma despojada



Minha doce alma submissa



Minha alma que espera.. espera.. espera



Minha alma que espera quieta, subserviente e nua



Eu amo esta minha alma



Que de tão devassa e suja



Se torna pura



Amar Yasmine

*







15 de nov de 2010

A morte é feia e chata.. mas, as Ipoméas estão lindas



Já passava das 03h quando Sukita entrou em trabalho de parto, nesta segunda-feira. Como sempre, fiquei perto sem interferir. Só o faria se ela precisasse. Mas, ela estava calma e se comportou muito bem, fazendo força quando as contrações vinham, tirando-os da bolsinha de pele assim que nasciam, limpando-os, comendo as placentas, aquecendo-os e colocando-os para mamar.

Os gatinhos começaram a nascer uma meia hora após o início do trabalho de parto e eram pouco mais de 06h, já com o dia clareando, quando nasceu o último. Lindos, quatro amarelos com manchas brancas e um bege bem claro... nude.
Olhei dentro da caixa, estava tudo bem, os gatinhos aconchegados pertinho da mãe. Satisfeita, fui dormir finalmente.

Acordei por volta das 10h com um aperto no coração e fui correndo ver como estavam a mãe e os filhotes. Foi aí que percebi que um deles estava com problema. Quietinho, longe da mãe e dos irmãos, eu o peguei para examinar e fiquei muito chateada: além de bem menor que os outros, as duas patas traseiras eram completamente deformadas. Não gostei nada de não ter percebido o problema assim que ele nasceu.

Pela distância da mãe, estava frio. Eu o aqueci em minhas mãos, procurei a teta com mais leite e o coloquei pra mamar. Ele balançava a cabeça, desesperado de fome, mas não conseguia abrir a boquinha. Meu coração apertou ainda mais. Coletei o leite da mãe e aspirei com uma seringa pequenina que guardo para estes momentos. Feito isso, abri com todo cuidado sua boquinha... mas, ele não conseguia sugar e eu tive que gotejar o leite aos poucos... tudo que ele conseguiu foi chorar provocando um monte de bolhas de ar misturadas ao leite.



Não tive outra saída, liguei para o hospital veterinário e 40 minutos depois o médico me dava o veredito: "Ele tem uma enorme fenda palatina. Mesmo que consigamos o alimentar, o leite descerá pela fenda direto para os pulmões e ele terá uma pneumonia por corpo estranho. Vai sofrer muito. Isso sem contar o problema com as patas traseiras. Acho mais sensato sacrificar. Mas, é você quem decide... O que quer fazer?"

Não sei, disse em desespero. Só não quero que sofra. O veterinário chamou dois colegas para opinar e foram unânimes: "No seu lugar, optaria pela eutanásia."

Perguntei como seria feita e me disseram que lhe dariam uma injeção de anestésico, que não sentiria dor alguma. Olhei pra ele já chorando... meu Deus, como é duro ter que fazer uma escolha dessas. Era só olhar pra ele pra ver que apesar de tantos problemas sua disposição era pra viver. E eu, que sempre fui contra a eutanásia teria que optar por ela.

Nessas horas, por mais que eu me revolte, acabo recorrendo a Deus. Me despi de todo meu orgulho e supliquei a Ele que me fizesse tomar a decisão certa. Rezei, rezei, rezei. Com minhas próprias palavras implorei pela sua ajuda.

Foram necessárias duas injeções pra fazer o pequenino coração parar de bater. Por fim, ele soluçou e se foi tão delicado quanto veio. Não sei pra onde e nem quem o levou. Só espero que tenham sido gentis com ele durante o trajeto e que cuidem bem dele daqui pra frente, porque já sofreu muito em tão pouco tempo de vida.

Na secretaria, na hora de pagar, me pediram pra colocar um nome qualquer nele, só pra constar na ficha. Então me lembrei dos reis de Tebas, Laio e Jocasta, que tinham um filho com pés deformados e que também sofreu muito em toda uma vida de desventuras. Então eu disse à moça da secretaria: o nome dele é Édipo.

Vim pra casa chorando e não consigo parar. Que dia triste o de hoje. Fui ver Sukita e os filhotes... estavam todos bem. Então fui para o meu quarto. Abri a porta da varanda e vi as duas Ipoméas que plantei para alegrar meu DONO... ai que falta meu DONO faz!!!

Pensei: A morte é feia e chata... mas, a vida não pára, Amar, e as Ipoméas estão lindas. Coragem, escrava! Enxugue os olhos e veja quantas flores se abriram, esperando a chegada do SENHOR DEXPEX, seu AMADO DONO.



8 comentários:

{Malú}_MTONNY disse...

Nossa, abri o bocão aki, vc sabe meu amor pelos gatos e saber desse filhotinho me desmontou rs...a morte anda tão banalizada, ninguém mais se assusta com a violencia e ver vc com esse coração cheio de amor por esse ser tão miudinho foi a coisa mais linda q li, minha amar q tanto amo e admiro, tu és única, és um anjo, pra ti todas as rosas de meu jardim...um bj com muita emoção e meu silêncio em respeito a tua dor momentanea q logo será quebrado pela bagunça dos q ficaram.

{Malú}_MTONNY disse...

Acho linda essa frase:A vida não passa de uma oportunidade de encontro; só depois da morte se dá a junção; os corpos apenas têm o abraço, as almas têm o enlace.
Victor Hugo

sub_ ísis disse...

Amei a Sukita!
A carinha dela demostra a felicidade da ninhada, ainda bem que ela ñ sabe o que aconteceu.
Amo de paixão gatos desde criança eu os tive por perto, agora cerca de alguns anos ñ tenho mais onde moro ñ teria espaço,mas dizem que qd existe nascimento na nossa casa vem coisas boas, ventos bons, é o que te desejo !
Beijos e alegria pra ti e os bebézinhos

sub_ísis

§ яєßє¢α de O AMO § disse...

Amada, juro que tentei comentar , mas quem parou por alguns minutos foi o meu coração. Vc sabe muito bem como sou com os animais, e acabei olhando meu pequeno amigo que está sempre por perto, agarrei-o, lembrei-me do sofrimento dele com as patinhas traseiras alguns meses atrás... Ai, Amar, não consigo mais... (chorando muito...) Bjs
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Depois eu volto!

{Λїtą}_ŞT disse...

Oi amada,

apesar de saber sua tristeza pelo gatinho (e é mesmo triste ver um bichinho sofrendo), pense que para ele foi o melhor caminho, melhor que prolongar o sofrimento já que o caso dele era tão grave.
Pegue todo carinho e cuidados que ia dar a ele e dê para os outros, sei que isso vai te fazer bem.
Você fez o melhor que pôde.
Beijos.

{Λїtą}_ŞT

princesaSr.WZ® disse...

Ai que pena!deve ter sido uma decisão muito dolorida , mas espero que a mãe e os filhotes saudaveis alegrem teu dia.Diz que nao cai uma folha que Ele nao queira, baseado nisso seguimos vivendo, grande beijo

{Λїtą}_ŞT disse...

Oi amada!

Passando para avisar que tem um desafio pra você no meu blog.
Fique à vontade pra não aceitar, mas vou já avisando que vou adorar caso aceite. É bom pra descontrair.
Beijosssssssssssssssss...

{Λїtą}_ŞT

Domme disse...

Parabéns pela coragem e pelo cuidado com o pequeno Edipo. Choro enquanto escrevo, refletindo sobre a grandiosidade da vida!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails