*



*

Princípio da submissão

Não sou tua submissa porque Te amo.

Te amo porque sou tua submissa.


Amar Yasmine

*


Minha Alma

Eu amo minha alma despojada



Minha doce alma submissa



Minha alma que espera.. espera.. espera



Minha alma que espera quieta, subserviente e nua



Eu amo esta minha alma



Que de tão devassa e suja



Se torna pura



Amar Yasmine

*







10 de abr de 2011

A moça mostrava a coxa




A moça mostrava a coxa,

a moça mostrava a nádega,

só não mostrava aquilo

– concha, berilo, esmeralda –

que se entreabre, quatrifólio,

e encerrra o gozo mais lauto,

aquela zona hiperbórea,

misto de mel e de asfalto,

porta hermética nos gonzos

de zonzos sentidos presos,

ara sem sangue de ofícios,

a moça não me mostrava.

E torturando-me, e virgem

no desvairado recato

que sucedia de chofre

à visão dos seios claros,

qua pulcra rosa preta

como que se enovelava,

crespa, intata, inacessível,

abre-que-fecha-que-foge,

e a fêmea, rindo, negava

o que eu tanto lhe pedia,

o que devia ser dado

e mais que dado, comido.

Ai, que a moça me matava

tornando-me assim a vida

esperança consumida

no que, sombrio, faiscava.





Roçava-lhe a perna. Os dedos

descobriam-lhe segredos

lentos, curvos, animais,

porém o maximo arcano,

o todo esquivo, noturno,

a tríplice chave de urna,

essa a louca sonegava,

não me daria nem nada.

Antes nunca me acenasse.

Viver não tinha propósito,

andar perdera o sentido,

o tempo não desatava

nem vinha a morte render-me

ao luzir da estrela-d'alva,

que nessa hora já primeira,

violento, subia o enjoo

de fera presa no Zôo.

Como lhe sabia a pele,

em seu côncavo e convexo,

em seu poro, em seu dourado

pêlo de ventre! mas sexo

era segredo de Estado.

Como a carne lhe sabia

a campo frio, orvalhado,

onde uma cobra desperta

vai traçando seu desenho

num frêmito, lado a lado!

Mas que perfume teria

a gruta invisa? que visgo,

que estreitura, que doçume,

que linha prístina, pura,

me chamava, me fugia?

Tudo a bela me ofertava,

e que eu beijasse ou mordesse,

fizesse sangue: fazia.





Mas seu púbis recusava.

Na noite acesa, no dia,

sua coxa se cerrava.

Na praia, na ventania,

quando mais eu insistia,

sua coxa se apertava.

Na mais erma hospedaria

fechada por dentro a aldrava,

sua coxa se selava,

se encerrava, se salvava,

e quem disse que eu podia

fazer dela minha escrava?

De tanto esperar, porfia

sem vislumbre de vitória,

já seu corpo se delia,

já se empana sua glória,

já sou diverso daquele

que por dentro se rasgava,

e não sei agora ao certo

se minha sede mais brava

era nela que pousava.

Outras fontes, outras fomes,

outros flancos: vasto mundo,

e o esquecimento no fundo.

Talvez que a moça hoje em dia...

Talvez. O certo é que nunca.

E se tanto se furtara

com tais fugas e arabescos

e tão surda teimosia,

por que hoje se abriria?

Por que viria ofertar-me

quando a noite já vai fria,

sua nívea rosa preta

nunca por mim visitada,

inacessível naveta?

Ou nem teria naveta...

(Carlos Drummond de Andrade)



8 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

... E um dia a moça prosa

na madrugada, escondida

esgueira-se, cautelosa

entre assanhada e contida

e enfim abre-se a rosa.

E, ao nascer deste dia

renderam-se os pobres mortais

à linda flor que se abria

e em suspiros quase fatais

pediram à moça inibida:

_ Por piedade, mostre mais!

(eu mesma)


Amadaaaaa, que bela surpresa de domingo!!!!
Beijos surpresos e admirados :P

{Λїtą}_ŞT

§ яєßє¢α de O AMO § disse...

Bom dia, filhinha do Senhor DEXPEX...

Bom dia , minha AMIGA plena , linda e intensa...

BOM DIAAAAAAAA!!!

Por aqui muito Sol, Felicidade e Paz... E é o que desejo para teu Dono e Senhor e, também, para Ti!

Ao som delicioso de seu espaço, fui saboreando cada uma das palavras, e a cada imagem pintando um belo quadro. No final qual a minha surpresa: Drummond lindo e perfeito. Eita combinação perfeita vocês dois , heim!

Gostei, Amei, ADOREI!!!!

Bom domingo (vc tem promessa para hoje, tá kkkkk) e uma semana maravilhosa para nós!

Beijos e abraços somente nossos

([{mila}])MAGNO disse...

Ah amar eu fiquei toda empolgada aqui rsrsrs
Lindas combinações no texto, e deliciosas fotos

bjs

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Bom dia querida Amar do SENHOR DEXPEX,

Feliz que a moça tenha se mostrado, porque pode, porque é admirável, porque é lindas demais!!!

Tanto é que após Drummond escrever tão belas palavras, ratifica a querida vita, cuja inspiração, a moça mostrando-se, provocou-lhe, rs

Uma semana excelente Amar querida, a ti e a teu DONO

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

ENTREGA E SUBMISSÃO disse...

adorei te ver toda faceira, que moça!!
tenha uma semana iluminada**
beijos rubros


sub_ísis

Sutra disse...

Vi o teu blog nos comentários da Cicuta e vim conhecer. Gostei. Gosto. :-)

Beijo doce

marie disse...

Lindas escolhas de imagens e textos, queria amar do Senhor DEXPEX. Beijos, sinto sua falta.

yaffa de LEON disse...

Bela esolha minha doce amar, como sempre!
Muita saudade de ti em nosso blog.
Tua presença é fundamental para a minha caminhada.
Nossa Vita tem aparecido me enchendo de alegria com seus comentários, mas falta tb vc! eu espero esse pc parar de travar tá?
Fique bem amiga, bem demais.
saudações ao SR DEXPEX
bjs meus com mto carinho.
yaffa de LEON

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails